quarta-feira, 18 de outubro de 2017

29 Semanas e um dia

Ontem entrámos na semana 29. 
Começámos também a frequentar o Curso de Preparação para o Parto. Acho muito importante participar neste tipo de iniciativa para nos ajudar a preparar para o que aí vem. Para que possamos ter algumas luzes, quer nos sinais que irão continuar a acontecer no corpo, quer ter uma ideia de como lidar com o bebé, com o banho, entre outras coisas que parecem tão simples mas são tão importantes.
A aula ontem já incluiu alguns exercícios respiratórios que quero continuar a praticar em casa, porque considero que serão realmente importantes no momento do parto, esse momento tão especial e que ao mesmo tempo parece tão "medonho e assustador". Como em outras coisas, prefiro focar-me nos bons exemplos, aprender com quem se preparou bem e foi calmo e confiante. Acho que isso é realmente uma parte muito grande do segredo para as coisas correrem bem e serem mais fáceis.
Espero que a minha filha nos ajude a que este momento seja rápido e a alegria que temos em recebê-la irá compensar tudo tudo o que temos de viver para a fazer vir ao mundo.

O Abono Pré-Natal continua pendente, sem data prevista para a sua resolução. 
O enxoval está bem encaminhado, uma coisa ou outra que ainda nos falta, mas o grosso das compras está feito. Tive quem me desse muita coisa e isso foi realmente uma ajuda tremenda, as coisas de bebé são realmente caras (claro que apostando em alguma qualidade) e não é fácil fazer um enxoval tendo de comprar tudo. 
No outro dia fomos à Chicco trocar umas roupinhas oferecidas e perdi-me. Tem coisas tão mas tão lindas que apetece trazer tudo. Há que respirar fundo e fazer imperar o bom senso nesta matéria. Mas não é fácil, não é realmente fácil, especialmente quando esperamos uma menina...

terça-feira, 3 de outubro de 2017

27 Semanas

Hoje entro oficialmente no 7º mês de gravidez.
Tal como disse ontem, o tempo tem passado a voar. Desde Agosto que entrei de baixa pelo facto de ter uma gravidez de risco, e foi realmente a melhor opção. Psicologicamente não seria fácil estar em funções e lidar ao mesmo tempo com todas as alterações que uma gravidez implica.
Recebi há pouco o resultado das análises do segundo trimestre e, felizmente, quer ao nível da Toxoplasmose e dos Diabetes está tudo bem. Tenho um pouco de anemia, mas nada significativo. Fiquei descansada. Estava um pouco apreensiva, porque nunca se sabe a forma como o corpo reage a todo este carrossel de emoções.
Tal como tenho vindo a dizer, tudo tem corrido bem neste processo. Excepto uma coisa. A relação que é preciso ter com a Segurança Social é uma complicação.
Em Julho solicitei o Abono Pré-Natal, já lá vão quase 3 meses e até ao momento o processo está pendente. Já liguei inúmeras vezes, já enviei outros tantos emails e até ao momento não há sequer vislumbre de que a coisa esteja encaminhada para a resolução.
Primeiro o que me diziam é que faltava um documento que entreguei em Julho (Composição do Agregado Familiar). Em Agosto e para que confirmassem, tomei a liberdade de enviar a minha Declaração de IRS e pelos vistos de nada serviu. No inicio de Setembro, reenviei novamente toda a documentação. Fiz tudo pela Segurança Social Directa para que não se entupa os serviços e no fim de nada serviu, porque vou ter de me dirigir aos serviços pessoalmente em busca de alguma informação. Este organismo está pelas ruas da amargura. É inacreditável... Felizmente que não preciso desse dinheiro para comer, mas obviamente que tenho comprado inúmeras coisas e dava jeito, até porque o seu objectivo é mesmo auxiliar as mães no período de gravidez, para fazer face a despesas que incorram neste período. É triste, com tanta gente capaz e profissional, não capacitam os serviços de malta que goste de trabalhar e tenha brio em desempenhar as suas funções.
Resta esperar e ver o que se irá desenrolar nos próximos dias. Quando obtiver resposta, deixo aqui o testemunho.

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

26 Semanas + 6 dias



Por aqui estamos e continuamos em alto crescimento. Estamos bem e isso é o mais importante. 
Já fiz as análises do 2º Trimestre e amanhã entro no 7º mês de gravidez. Quando li sobre isto na semana 27, caiu-me a ficha. Meu Deus. Tem passado a voar, este tempo. Confesso que adoro estar grávida. Esta sensação de carregar a minha menina é única e muito feliz.
Estou curiosa com o meu peso, na última consulta só tinha engordado 3.5kgs. Agora acredito que já tenha aumentado muito mais. Vamos ver quanto. Noto que tenho muito mais apetite, no entanto, qualquer coisa que coma faz-me sentir cheia. Acredito que isso se deva ao facto de ter o estômago muito comprimido. Levo muita "tareia" da minha filha. Ainda agora enquanto escrevo ela não pára sossegada, como que a implorar festas na barriga. Também estamos na hora de almoço e ela já deve estar com fome. Já vamos tratar disso.
Quanto às análises, foi chato. Custou-me um pouco, especialmente o facto de estar duas horas a aguardar que o açúcar fizesse efeito no organismo. E o estar em jejum. Eu sou daquelas pessoas que não sai de casa sem comer. De manhã tenho sempre muita fome. Adoro o Pequeno-Almoço, é a minha refeição preferida e é por isso que acho que me custa tanto. Mas só quero que esteja tudo bem com os valores, é só isso que me importa. Já tenho saudades de ver a minha filha na Ecografia.
Para a semana voltamos ao médico e reitero o que disse. Só espero que continue tudo bem como até aqui.
O factor que está a correr menos bem é a ligação com a Segurança Social. Mas isso fica para o próximo artigo, onde escreverei sobre a difícil relação que se mantém com estes organismos. Completamente o oposto daquilo que se espera de um regime simplex.

terça-feira, 19 de setembro de 2017

25 semanas

Faz hoje 25 semanas que começou esta aventura maravilhosa.
É indiscritível sentir a minha filha a mexer dentro de mim. Os seus pontapés [por vezes tão fortes que até me assustam], o seu cumprimento tão mas tão especial.
Já comprei as primeiras fraldas descartáveis. Ando a fazer stock porque apanhei promoção e este material gasta-se com a maior facilidade de todas.
Já tem pente e escova, corta-unhas, que a sua mãe presa muito umas unhas arranjadinhas.
Ando a namorar uma mala de maternidade, linda que só ela, mas custa perto de 100€ e isso está a deixar-me que pensar... Malas é a minha perdição, se ela sair à mãe... vamos ser duas perdidas por malas. 
Se os Senhores da Segurança Social já me tivessem resolvido o processo do Abono Pré-Natal, estava muito mais descansada. Tratar alguma coisa com estes organismos dá cabo da paciência a um santo. Têm uma linha de apoio que pouco ou nada consegue informar, pedem documentos que já foram enviados há dois meses... Não há muito a dizer. Resta-me esperar que alguém tenha o bom senso de pegar no meu processo e me contactar para o caso de ter alguma dúvida.
Valha-me tudo aquilo que já me deram, sou muito agradecida por ter pessoas que me deram coisas muito úteis e que vão dar um jeitão enorme.
Mas muito ainda me falta comprar. Aos poucos, vamos compondo o seu enxoval...
Apenas quero que sejas muito feliz, filha. Por vezes ainda dou comigo a pensar no quão feliz me sinto em realizar este sonho. Em construirmos unidos esta nossa família.




Fotografias da autoria do melhor marido e pai do mundo

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Setembro, para mim é o Recomeço...

Setembro faz-me sempre lembrar o novo ano que começa. Parece estranho porque uso sempre agendas anuais de Janeiro a Dezembro, no entanto, sinto muito mais Setembro como a rentrée, do que Janeiro.
É aquele período pós-férias em que arregaçamos mangas e fazemos novos planos para o que há-de vir. Reflectimos sobre o ano que já decorreu e pensamos nos melhoramentos que queremos realizar na nossa vida. É assim que eu vejo Setembro.
Este ano não é diferente, planeio o que há-de vir. Organizo-me da melhor forma e tento que tudo corra da melhor forma possível.
Tem sido uma boa surpresa este Setembro que começou há uns dias. Tenho realizado algumas coisas que julgava realmente complicadas de alcançar e isso é sempre um grande motivo de orgulho pessoal.

Que os restantes dias do mês se mantenham como têm corrido os restantes até aqui.

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

22 semanas e 6 dias

Pois é, por aqui estamos.
Uma menina a crescer a olhos vistos dentro da minha barriga. Mexida que só ela. Com os movimentos que sinto, cheira-me que de quando em vez prepara altas festanças que começam pela madrugada. De qualquer forma, só quero que ela seja feliz e se isso a diverte, aqui estou para aguentar... Ela cresce saudável e perfeita e não há nada que me alegre mais do que isso. 

Neste momento, estou a viver esta fase tranquilamente, sem stress ou sobressaltos. É o melhor para todos e por muito que as empresas não gostem que os trabalhadores gozem os seus direitos, eles existem para isso mesmo e eu estou a aproveitar os meus. Precisamos descansar e viver esta fase tranquilamente, preparando tudo o que está para vir, com calma e a maior serenidade do mundo.

Esta imagem foi tirada no dia 22 de Julho numa das nossas praias favoritas:


Esta foi na passada quarta-feira. O crescimento desta pancinha nota-se e sente-se muito bem.


Durante este mês tenho as análises do 2º Trimestre e estou um pouco apreensiva com a prova da glicémia. Estar a tomar líquidos doces em jejum e ser picada com agulhas 3 vezes, confesso que me deixa um pouco desconfortável. 
O Rastreio Bioquímico que fiz no 1º Trimestre deu baixo risco para as Trissomias, e a Ecografia Morfológica que fiz no dia 31 de Agosto, indica que tudo está no bom caminho. Apenas esta menina resolveu colocar-se em posição menos própria, o que dificultou a visibilidade de alguns ângulos. Mas é uma reguila e acredito que nesse campo seja parecida com a mãe.

terça-feira, 18 de julho de 2017

4 meses

Estes 4 meses passaram a voar. 16 semanas, hoje.
Felizmente os enjoos, agonias e afins, acalmaram.
Eu que raramente vomito ou fico mal disposta, estranhei bastante.
Mas agora a situação está mais controlada e eu sinto uma gratidão enorme por isso.
O rastreio do primeiro trimestre está negativo e isso é realmente o que mais me importa.
Este bebé é tão mexido... na última ecografia foi o cabo dos trabalhos para se conseguir ver alguma coisa. Mas lá se conseguiu.
Estamos muito felizes porque até ao momento está a correr tudo bem.
Já sinto muita pressão na barriga! Deve ser quando anda às cambalhotas!

Que continue sempre com esta energia e acima de tudo, que seja saudável e uma criança muito feliz.

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Radiante!

Pois é, muito há para dizer desde o último post.
Chegou o Verão, o calor [danado que nem se conseguia dormir, as casas pareciam estufas].
Já dei o primeiro mergulho numa das praias que mais adoro, na Comporta.
Comemorámos quatro anos que nos conhecemos na passada semana e eu não podia estar mais feliz.
Estamos muito felizes porque a família vai aumentar e é indiscritível o que se sente.
Dispensava todos os enjoos e más disposições que me têm assolado há quase 3 meses, mas tirando isso é maravilhoso e não há muitas palavras que o consigam descrever.
Até agora está a correr tudo bem e apesar de ser uma gravidez de risco não tenho do que me queixar. Aguento o que tem chegado com toda a gratidão do mundo. É um privilégio conceber esta vida que agora me acompanha todos os dias!

Obrigada vida, obrigada amor. Não preciso de muito mais. Que se mantenha tudo a correr bem como até aqui.

terça-feira, 16 de maio de 2017

Saudades do Verão...



Este ano já fizemos praia uma vez. Ainda me consegui molhar até à cintura, mas nada se compara com as águas quentes da Comporta, ou as que apanhámos a 26º, o ano passado no Algarve.
Tenho saudades das férias de Verão. Cheiro a mar, muitos banhos, bolas de berlim sem creme, peixinho assado... Falta muito?! Espero bem que não...

Fotografias da autoria do melhor marido do mundo!

terça-feira, 9 de maio de 2017

Clichés que afinal até têm o seu quê...


Ando a ler este livrinho há algum tempo. Não tem sido uma leitura compulsiva e por isso é que ainda não o terminei. Pelo meio vejo uns episódios das séries que adoro e por isso é que ainda dura a leitura. Este livro é das coisas mais simples que já li, já tinha ouvido muito falar e a verdade é que praticamente há 10 anos que a minha mãe o tinha em casa. 
Dá que pensar, dá que reflectir e realmente aborda temáticas tão simples e que fazem todo o sentido. O olhar a vida com olhos de riso, com pensamento positivo, boa disposição, ver sempre o copo meio-cheio. É esta a minha forma de estar na vida. Sempre foi, mas agora é mais ainda. A vida é o bem mais precioso que temos, de mão dada com a saúde. De rirmos e sorrirmos e partilharmos isto com quem amamos e nos ama, não precisamos de mais nada. É tão simples, não é? Realmente as melhores coisas da vida são grátis, por isso vamos aproveitar o agora. Depois ninguém sabe e pode mesmo ser longe de mais...
Ser feliz, pensar coisas boas, ajudar os outros e respeitar sempre o próximo. Nunca devemos ter pena de fazer o bem aos outros, ter boas atitudes. Ainda que por vezes haja aquele sentimento que não o devíamos fazer. Não! Devemos sempre fazer o bem, isso é tudo o que basta para que também cheguem coisas boas à nossa vida. Eu acredito e seguirei sempre esta minha convicção.
Fotografia: Google Imagens